30 abril 2010

A não ser você mesmo

você já pode subir na árvore

com a corda na mão

todos sabem seu número

ninguém sabe quem é você

basta ser como os outros

e as coisas serão bem mais fáceis

basta dizer sim e ninguém

lhe dirá não

a não ser você mesmo



não ser você mesmo

é muito fácil!



pague as taxas e os impostos

pague a matrícula, a mensalidade

você não sabe o porque

mas tem sempre algo a perder

alimente as mentiras e as cobras

você não sabe o porque

mas tem sempre algo a esconder



andando em linha reta

2 namorados morreram na curva

coisas do destino alguém diz

amor burocrático eu digo



Você escolheu trabalhar

e pensa que escolheram você

você tem sorte ao contrário

sempre apostando e perdendo

nos jogos da política local (loteria federal)



você não sabe como é ficar sem dinheiro

você não sabe como é não ter amigos

você não sabe como é ser excluído

você não sabe como é ser expulso da sala

você não sabe o que significa as obras de (Amílcar de


Castro)



(Você sabe que uma semana não vai nos enganar por toda


a vida)



a cigana leu sua mão no sábado de manhã

e te falou que o amor é doce como o mel

mas você tinha a boca amarga aquela hora

o que importa alguém roubou sua sorte amigo

e não foi ela como você tem pensado

Você é um azarado! admita!



você não é quem você pensa

você não é quem você pensa que sou

tem alguém pensando por você

são tantos que fica difícil saber

quem é ...



os filmes estão passados

os livros empoeirados

querem você para desapertar o botão

querer você para cochar o parafuso

querem você para a ilusão capital

tempo é dinheiro sua mente mente

tempo é liberdade seu coração grita



se kerouac fosse meu pai

ele não voltaria para casa à tarde

se eu fosse um beatnik estaria em outra

cidade



você já tem 28 e quer se matar

seus ídolos morreram aos 27

kurt, janis, brian, hendrix, jim morrison

talvez seja muito tarde para começar a viver

talvez seja a hora de escrever a monografia para sua


morte

não esqueça do dia de sua morte



esqueça do cartão de crédito

do telefone celular

da casa chique

da televisão de um milhão de polegadas

do som hiper mega prepotente



você deixa os cigarros mas seus dentes já caíram

você abandona a carne mas os vermes te comem

tem um homossexual a fim de você

e você quer saber qual é o problema e eu quero saber

qual é o seu problema rapaz



você sabe o quer ser

mas não sabe como ser

você sabe como é a morte

mas tem medo de morrer

você sabe que quer ter

mas não sabe bem porque

você sabe como é odiar

pois teve medo de amar



chegue sempre rindo

demonstre que está feliz

eles te pagarão bem por isso

eles te ensinarão a sofrer

em silêncio sempre como eles

em fila sempre como eles

é hora para alguma coisa

sempre como eles



quando você comprará seu carro?

já marcou o casamento?

o bebe está para nascer

a conta chegará antes do copo esvaziar

e o seu lugar no cemitério estará garantido



você tem seguro de vida

eu não tenho segurança de nada

você tem seguro até para a casa

e eu estou com a cabeça dentro do fogão

esperando que exploda

esperando que o mundo exploda



os políticos da cidade parecem atores ruins

quem não percebeu a ditadura pensa que ela foi boa

os militares querem o poder

e alguns setores da sociedade até os apoiariam

seu chefe é um deles

eles até podem colocar a mão em seu órgão sexual

numa geral

Em Paraisópolis a polícia te para toda hora

achando que você é mais um viciado em crack!

(eletrochoques no pênis e na vagina)



A revolução não é possível



mas quem está aí para a revolução

eu e você não podemos fazer nada juntos

pois um de nós é sempre o egoísta

e acabaríamos nos traindo como sempre



somos iguais dentro caixão

somos iguais olhando pro teto do banheiro



Eu nem cheguei e você quer me bem longe

você é capaz de assassinar até seu irmão

imagine alguém como eu ...

não seria difícil atirar

ou passar a faca e enterrar o cadáver

debaixo da cama



nada controla a natureza

e isso é o mais legal

enquanto pensam na bolsa de valores

furacões, terremotos, avalanches

tornados, tempestades, enchentes

levam tudo e todos



tomara que seja para o inferno baby

tomara que seja para o inferno baby

tomara que seja para o inferno



voce já tem todos os documentos

já esta pronto para se alistar

e ter uma conta no banco

você está conectado 24 horas por dia

você foi desligado de algo essencial

mas do que não é possível saber



você escreveu tantos poemas

mas todos eles foram roubados

por seu melhor amigo

seria melhor ter queimado tudo

do que ser o pescador fisgado

você achou que poderia ser

alguma coisa um belo dia



tem um supervisor cheio de travas

vendo as coisas para você

ele diz o que tem feito de errado

e você concorda que está tudo errado

mas é com ele!

você ainda é um jovem visionário

mas não tem mais coragem para ver



tocar numa banda de rock

não mudará as coisas

mas vai fazer você sentir

como se fosse os beatles ou os stones

só que com muito menos dinheiro e sorte



você tem pensamento sistêmico

conhece nietzsche, marx e freud

profetiza a fé cristã e o comunismo

conhece mao tsé tung e jesus cristo

faz análise, terapia

mas tudo o que gostaria

é saber se as chamas do inferno

são realmente quentes



Você gasta uma vida para não viver sua vida

quando perceberá que precisa de apenas 7 dias para


viver

medo, desejo, delírio, sonho



Você é tão pós-moderno e contraditório

compra o celular do futuro a televisão de LCD

o carro, a casa, a propriedade,

venda o ser e compre o ter

Acorde Às 5: 30 para engordar os porcos



A energia que você gasta para mentir

A força que você gasta para machucar as pessoas

o tempo que você gasta para falar das pessoas

as palavras que você usa para iludir as mulheres

tudo isso poderia ser destruído ao seu favor


mas você prefere ir contra sua parede

5 comentários:

Jεssγ' disse...

Doce revolta.
Vou usar minhas adoradas hiperboles para comentar: Uma obra-prima. Seu melhor poema, até agora, na minha humilde opnião.
Adorei!

. disse...

"Um momento é o máximo que se pode
esperar da perfeição.
Você acorda e basta."

Lilah Gondim disse...

"Quando foi que o veneno de uma serpente matou um dragão? - Nietzsche" Se grita dentro, grite pra fora. Se entende de medo, não corra dele, sinta, sofra, e destrua-o. Se a vida pede demais de vez em quando olhe para o céu a noite e respire devagar.

Frico disse...

Segui o convite que deixou no meu blog e curti o que li. Mas prefiro o pé na estrada que a bala na cabeça.

Arrisco-me nos versos também: http://memoriasdeumperdedor.blogspot.com/search/label/poesia

paranax disse...

eu também. é por isso que andamos escrevendo até hoje. abs